8 Dicas para Trabalhar em Home Office Sem Enlouquecer
Gestão

8 Dicas para Trabalhar em Home Office Sem Enlouquecer

Diante da pandemia de Covid-19, muitas empresas se viram com a necessidade de operar em home office para, literalmente, sobreviver.

Mas o que a princípio pode parecer um sonho, trabalhar em casa, rodeado de conforto, sem ter que se deslocar, enfrentar trânsito e podendo ir fazer uma visitinha a geladeira a qualquer momento, tem total potencial de virar um pesadelo.

Muitos têm dificuldade em manter o foco no trabalho, outros não conseguem se desligar e se mantém 24h trabalhando sem conseguir descansar ou pensar em outras coisas. 

Também existe quem sofra de ambas condições: não consegue focar em nada devido às distrações que o ambiente oferece, mas demandas se acumulam e a pressão para concluir as tarefas o impedem de descansar.

Diante de tais situações, o colapso é inevitável.

Visando preservar a saúde, física e mental, do gestor e de seus colaboradores, elaboramos este artigo com 8 dicas para trabalhar em home office sem enlouquecer.

Por que o home office pode te enlouquecer?

O home office, a primeira vista, parece uma idéia maravilhosa. É muito agradável trabalhar no conforto do lar, e algumas pessoas se adaptam muito bem a nova rotina.

Outras, no entanto, tem maior dificuldade com trabalhar em home office. Não conseguem separar quando estão trabalhando e quando estão descansando, e acabam desenvolvendo uma série de gambiarras que podemos achar aos montes na internet.

A sensação de desamparo, de não saber como começar o dia e o estresse causado pela pandemia, que nos obriga a ficar em casa, mesmo nos momentos de lazer, também tem nos afetado.

Cada empresa definiu como será feito o home office de acordo com suas necessidades.

Algumas esperam apenas que o colaborador cumpra as demandas dentro do prazo estipulado, enquanto outras, mantiveram o horário de expediente e monitoram a atividade dos funcionários de maneira remota.

Em todo caso, são necessárias adaptações particulares. Assim como somos indivíduos com talentos e dificuldades diferentes, precisamos encontrar o conjunto de soluções que mais se adéqua a essas dificuldades.

1. Entenda o seu cérebro

Antes de qualquer dica prática, temos que entender um pouco mais sobre nosso cérebro e como ele opera na adaptação para o home office.

A interpretação de um ambiente feita pelo nosso cérebro, não é equivalente a nossos pensamentos.

Segundo a Teoria do Cérebro Trino, podemos dividir nosso cérebro em 3 partes ou 3 cérebros que cumprem diferentes funções. 

O Cérebro Reptiliano é encontrado em todos os animais e é responsável pela parte mais primitiva de nosso comportamento, a sobrevivência. O Cérebro Reptiliano avalia o ambiente.

O segundo cérebro é o Sistema Límbico, ele é responsável pelas nossas emoções e reações instintivas.

Quando o Cérebro Reptiliano aponta que naquele ambiente há perigo, é o Sistema Límbico que vai dizer “corra!” ou “defenda-se, lute!”.

Chegamos ao terceiro cérebro, o Neocórtex. Sendo a parte mais evoluída e racional cabe a ele julgar se o que os outros cérebros informam está correto e é nele que surgem os comandos e pensamentos conscientes.

Então se você está em casa e precisa trabalhar, podemos imaginar a seguinte conversa:

  • O Cérebro Reptiliano vai apontar que: Aqui é lugar de descanso e lazer.
  • O Sistema Límbico vai disparar: Ei vamos ver televisão e relaxar no sofá! 
  • O Neocórtex vai ficar gritando com eles: NÃO! A GENTE TEM QUE TRABALHAR!

Essa confusão ocorre dentro da nossa cabeça, em milésimos de segundos e pode se repetir várias vezes até que todos entendam a real situação. 

O mais preocupante é que na maior parte das vezes, quem ganha essa “discussão” é o Cérebro Reptiliano. Isso ocorre por estar ligado às nossas necessidades mais básicas, e portanto, é mais o responsável por nossa sobrevivência.

2. Tenha um espaço próprio para trabalhar

Se possível, separe um cômodo ou canto da casa apenas para trabalhar

Esse “conflito cerebral” que enfrentamos ao começar a trabalhar em home office, obviamente gera um desgaste físico e mental. 

Criar um ambiente próprio para o trabalho dentro de casa, vai ajudar o seu cérebro, com um todo, a reconhecer o propósito daquele ambiente e você conseguirá se manter produtivo e feliz.

Faça com que seu cérebro entenda que ali é o espaço destinado ao trabalho. Se não é possível ter um cômodo inteiro para usar de escritório, coloque uma mesinha ou escrivaninha, no local onde for possível.

De preferência, escolha um ambiente onde você pode fechar a porta e se concentrar.

Se você for trabalhar em seu notebook deitado na cama ou no sofá, seu cérebro vai pensar: Ei! Aqui é lugar de dormir e de preguiça, eu não quero trabalhar!

Pronto. Você será acometido de pensamentos dispersos, sonolência e uma vontade de não fazer nada…

3. Deixe sua mesa agradável

É impossível para seu cérebro sentir-se seguro, tranquilo e focado em um ambiente caótico.

Não deixe que o seu espaço de trabalho fique bagunçado, No escritório da empresa não seria diferente, mas sabemos que estando em casa, manter a organização é muito mais difícil.

Seus olhos precisam encontrar ordem, paz e tranquilidade. Só assim, seu corpo ficará relaxado e sua mente clara e focada.

Beleza e funcionalidade nem sempre conversam entre si. Mas isso não significa que a decoração é inútil.

Em mesas de escritório, é comum encontrar porta retratos, bonecos, canecas, lembranças de viagens e presentes de pessoas queridas. 

Se você vai passar várias horas do seu dia em uma mesa, deixe ela com a sua cara.

Muitos gostam de se cercar de lembranças do porque trabalham, como fotos da família, filhos… 

Não parece fazer muito sentido, quando você pode abrir uma porta e olhar para eles, ouve e até se irrita um pouco com seus sons pela casa.

Algumas pessoas colocam lembretes, frases, imagens de bens materiais ou viagens que desejam conquistar.

Parece bobo, mas, quando estiver nervoso, se sentindo sobrecarregado ou desestimulado, eles vão te por pra cima. E uma das vantagens do home office é que você pode tirar 5 minutos para ir abraçar quem realmente importa.

E se não puder estar perto, neste momento de pandemia de coronavírus, aguente firme. Ligue, converse, e lembre-se ficamos separados agora, para que todos possamos estar juntos depois.

4. Não procrastine

Falei que podia tirar 5 minutos? Realmente, pode e deve, mas com sabedoria.

Assim como antes do home office, é importante manter o foco e não deixar que as distrações reduzam a sua produtividade.

Antes de sentar-se em frente ao computador, certifique-se de ter ido ao banheiro, estar munido de uma garrafa de água, sua caneca de café, talvez até mesmo de estar com a garrafa de café por perto caso você goste muito.

Você pode deixar pequenos lanches como frutas, biscoitos, amendoins e balas por perto. Mas cuidado para não descontar todo o estresse na comida e prejudicar sua saúde física.

Evite ter que se levantar desnecessariamente e perder o foco

5. Estabeleça uma rotina 

Determinar horário de trabalho e horário de descanso é muito importante.

Operando em home office, não temos o ritual de bater o ponto, o trajeto de ai para casa onde vamos gradualmente nos desligando do momento de trabalhar.

Algumas pessoas não conseguem trabalhar em home office com roupas convencionais, isso para eles é como trabalhar deitado na cama. Precisamos encontrar o que nos faz ter a sensação de ambiente de trabalho.

Horários também ajudam a manter essa sensação, uma rotina é muito importante para manter a produtividade. 

Se sua empresa determinou que todos trabalharão no mesmo horário ou se deixou os funcionários livres, contanto que entreguem suas demandas, não importa. Você precisa de uma rotina.

Demoramos um pouco para acordar totalmente e o trajeto para a empresa nos proporciona esse tempo. 

Acorde no horário de sempre, aproveite que não vai precisar sair e faça um exercício, brinque com o cachorro, tome um banho, aproveite para usar o tempo extra e prepare um café da manhã para sua família, passe um tempo de qualidade com eles. 

Você vai perceber que estará muito mais disposto, feliz e produtivo.

Assim como tem a hora de entrar no trabalho, tem a hora de sair, não se esqueça de parar para almoçar, e por fim quando chegar ao fim do expediente desligue tudo. 

Se você gosta de jogar videogames, redes sociais, filmes e séries… Deixe isso para mais tarde, se possível, dê um tempo de telas por algumas horas.

Se você é do tipo que gosta de projetos de artesanato, marcenaria, escultura, desenho, de musica ou meditação, não importa. Guarde um pouco o celular, desligue o computador, a TV… 

Já que você não vai perder tempo se deslocando e use-o de maneira inteligente.

Interaja com quem está ao seu redor, também é uma boa hora para exercícios ou para aquela ligação para a mãe, para o seu amigo que não vê a muito tempo ou que via sempre antes do isolamento.

Esse é o momento de se conectar ao real, as pessoas, e a você.

6. Mantenha contato com pessoas reais

Manter contato visual e auditivo também é importantíssimo. 

O cérebro dos seres humanos têm Neurônios-espelhos que estão localizadas no córtex pré-motor. São responsáveis pela maneira como aprendemos comportamentos e desenvolvemos habilidades observando outros indivíduos da mesma espécie.

Interagir ouvindo e principalmente vendo outro ser humano, é o que nos ajuda a regular nossos comportamentos para o que é normal, real e aceitável.

Faça videoconferências sempre que puder. Elas também aliviam a sensação de solidão e confinamento.

Muitos artistas, principalmente criadores de conteúdo, estão fazendo lives nas redes sociais onde você pode interagir, conversar e até fazer novas amizades.

O Facebook, Instagram, YouTube e a TwitchTv (que é uma rede social voltada para lives de jogos eletrônicos) tem estimulado os criadores de conteúdo a produzir o máximo possível.

7. Faça exercícios

Estando em home office ou não, nada adianta cuidar da saúde mental e descuidar do corpo, ainda mais nesse momento onde percebemos o valor, imensurável, da saúde.

Levante um pouco da cadeira, faça alongamentos durante o dia, aproveite que não tem ninguém olhando. Isso reduz o stress, dores no corpo, evita problemas de circulação e lesões de esforço repetitivos.

E fora do horário de expediente, é muito importante que você gaste as calorias que normalmente gastaria indo ao ponto de ônibus, andando até o carro no estacionamento, deslocando-se até o restaurante para almoçar e até mesmo movimentando-se dentro da empresa.

Assim como temos lives e conteúdos em plataformas digitais de todo tipo de assunto, música, filmes, jogos, receitas… Temos uma infinidade de conteúdo voltado a saúde do corpo.

Tem academias disponibilizando treinos para fazer em casa se ajuda de aparelhos também.

Você pode fazer exercícios sozinho, com sua família, e até mesmo em uma videoconferência com quem não pode estar presente fisicamente. 

Aliás, esse tipo de videoconferência tem sido muito adotado e garanto que além de fazer bem para o seu corpo, você vai dar muitas risadas.

8. Durma bem

Couple sleeping peacefully together in bed, man wearing smart wr Free Photo

É tentador ficar até mais tarde acordado quando não se precisa acordar tão cedo ou quando não percebemos o quão cansados estamos.

Da mesma forma que precisamos da rotina de trabalho durante o home office também, a rotina de sono deve obedecer a mesma regra.

Ter horário para dormir e para acordar vai permitir que seu cérebro realmente descanse, organize tudo o que você viveu e aprendeu no seu dia e acordar, assim como você, pronto para mais um dia de desafios.

Cuide-se

Handsome senior man holding a tablet Free Photo

Sei que nesse artigo já falei muito sobre a importância do autocuidado, mas reforço. Não somos máquinas.

Cuidar da mente e do corpo é essencial, no momento atual de pandemia de CoVid-19, com quarentenas e isolamento, é mais importante ainda.

Se estiver angustiado, com muito medo ou solitário, busque ajuda. Um verdadeiro exército de psicólogos e psicoterapeutas estão oferecendo atendimento a distância durante a crise. 

Inclusive com valores simbólicos ou gratuitamente, de acordo com o que a sua própria realidade financeira permite. 

Várias cidades disponibilizaram um número emergencial para atendimento psicológico à distância, entre no site da prefeitura da sua cidade e confira.

E não se esqueça, respeite a quarentena, respeite o isolamento, lave as mãos, use máscara, proteja a si e aos outros.